Google+ Followers

domingo, 31 de julho de 2011

poemas

Lindo Domingo!

Ser gente é poder perdoar.

É esquecer o erro do amigo,

E com ele, poder lembrar,

Um dia tão lindo!

...


É nunca ferir,

Nem magoar o conhecido,

É amar intensamente.

É ser franco.

Compreender antes de julgar.

É ter o coração nu,

Há espera do teu olhar.

É sobretudo ser gente,

Como tu…





Quando nos vemos,

Olhos nos olhos,

Esse teu olhar,

Sombra minha consciência...

Com paixão e desejo... a minha lucidez,

Pára, recua, recorda, avança, e...



O azul do mar,

O tom verde,

A forma límpida e clara

Com pétalas das ondas em flor,

...da cor de teus olhos,

A fazer lembrar

Esse brilhozinho de Rosa.



Maria tantas vezes minha,

Finita e infinitamente minha.

Com esse mágico olhar

Como espelho que muda,

O mundo todo em beleza.

Agora, com marcas de Paris

De preconceitos ficas ilesa.



Qual pegado ao fazer como dantes

Amando com o mesmo ardor,

Recuando no tempo quando ris

Acordando o nosso amor,

Desfolhados com antes!

Minha estrela...

Contei as estrelas a dedo...
Agora, que estou no fim,
tenho medo
de ter errada na conta,
...De enganar-me em um, por ter
Contado a ti...

a fama

A fama é como uma ondinha na água; nunca cessa de se dilatar, até que à força de se expandir, se perde no nada e desaparece. Boa noite, repousem bem, sem pensar em fama.

fantasia...

Há oportunidades na vida em que sofremos,
com a falta de alguém, que o que mais
queremos, é tirar esta figura da
nossa fantasia e: beijá-la!

A Gente!

Lindo Domingo!
Ser gente é poder perdoar.
É esquecer o erro do amigo,
E com ele, poder lembrar,
Um dia tão lindo!

É nunca ferir,
Nem magoar o conhecido,
É amar intensamente.
É ser franco.
Compreender antes de julgar.
É ter o coração nu,
Há espera do teu olhar.
É sobretudo ser gente,
Como tu…