Google+ Followers

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

eleições autárquicas de ontem.


Os QUATRO municípios do país – os que mexem a minha consciência - deram marcas pouco opostas nos vencedores: 
O PORTO, numa votação que só surpreendeu quem não conhece aquela gente, recusou claramente o clientelismo partidário, elegendo um empresário independente com provas dadas fora da política.
Em LISBOA, pelo contrário, optou, também de forma clara, por um político profissional do bloco central dos interesses e dos negócios. António Costa, assim, coloca o Seguro menos seguro.
Em SANTA MARIA DA FEIRA, o Emídio continuará a obra do Alfredo, que copiava o Alberto da Madeira e será o princípio do fim de tantos elefantes brancos, favoritismo, corrupção, e por isso, dívidas. É a camara que está em 19º nas contas a saldar.
Em AROUCA venceu a camara com alguns elementos conhecidos por mim, onde sou respeitado como os outros, procura gerir o turismo com os tesouros que tem e ajuda os seus concidadãos. Penso morar em Arouca, em desejo antigo…
 

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Fado Triste feito; Fado Alegre desejado!


Fado triste:

- Um bom povo português com feitos, feito; sem o uso de ler, pouco habituado à democracia, enganava-se em votar: vota em quem mais mete! Em quem o rouba! Mas contenta-se com os comentários dos caixotes (a TV) das ilusões!

DESDE SEMPRE!
 
 
 

Fado alegre:
- Ó mãe, ó mãe, não gosto do Aníbal!
- Pronto! Não comas mais, põe o prato na pia e limpa a boca!