Google+ Followers

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Patrícia Kaas

Nós nascemos muito felizes.



Crescemos naquilo que pode ser a expressão mais alcançável da felicidade possível, mas aos poucos vamos trocando isso por outros valores, como sucesso profissional e sucesso financeiro...


Bem-aventurado é aquele que consegue acordar a tempo de perceber que melhor do que fazer horas extras no trabalho ou perder noites de sono em algum projecto ou pesquisa, é sempre reservar um tempo para preservar suas amizades, dedicando-se às pessoas que você ama, à sua família e amante.


A felicidade está connosco o tempo todo: nós, é que muitas vezes, a perdemos ou somos roubados…

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

instrumento do índios

sem comentários

O Cavaco na sua visita discreta aos Açores de 5 dias levou 30 acompanhantes, entre os quais:


- sua esposa;

- o chefe da casa civil e sua esposa;

- 4 assessores;

- 2 consultores;

- 1 médico pessoal;

- 1 enfermeira;

- 2 bagageiros?;

- 2 fotógrafos oficiais;

- 1 mordomo;

- 12 agentes de segurança.

e à chegada disse: "Ninguém está imune aos sacrifícios".



Opinião de M. A. Pina..

“No país que já era o mais desigual da Europa Ocidental, o que o Governo de Passos Coelho faz, com o OE para 2012, é um verdadeiro assalto fiscal às classes médias ("suicídio assistido" lhe chama o economista e professor do ISCTE Sandro Mendonça) e aos mais pobres, enquanto poupa aos sacrifícios "para todos" bens de luxo como jóias, casas sumptuosas ou carros de alta cilindrada; as próprias subvenções vitalícias aos políticos escapariam se alguns media, JN incluído, não tivessem denunciado ontem o caso…”

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Gatunos...

A presidente da Assembleia da República acaba de atribuir a Mota Amaral, na qualidade de ex-presidente do Parlamento, um gabinete, uma secretária, um BMW 320 e um motorista.


O despacho é assinado por Assunção Esteves, e remete para o articulado que regulamenta o funcionamento dos serviços da Assembleia da República, a Lei de Organização e Funcionamento dos Serviços da Assembleia da República (LOFAR), publicada em anexo à Lei n.º 28/2003, de 30 de Julho, e do n.º 8, alínea a), do artigo 1.º da Resolução da Assembleia da República n.º 57/2004, de 6 de Agosto, alterada pela Resolução da Assembleia da República n.º 12/2007, de 20 de Março.

O facto está a ser divulgado na Internet, e está a ser apresentado como uma prova de que a Assembleia da República não aplica a si mesma os cortes que, na actual crise, o governo tem vindo a impor aos portugueses.

Os e-mails que já correm na Internet sobre este assunto apresentam como título "Poupar????? É só para alguns....."

Fascistas!

Dizer que Passos Coelho é inconsequente é mentira. Passos, é


muito consequente nos objectivos que a ultra direita traçou para o desmembrar do Estado social, da educação pública, e da educação para todos com as mesmas oportunidades de aprendizagem.

Que me desculpe o Bloco e o PCP, mas também culpados do se passa; Inconsequente, são tais partidos os partidos aliaram com esta direita para os levar de andor ao poder, ao rejeitar o PEC IV do governo Sócrates…





segunda-feira, 17 de outubro de 2011

É possível, é...

Durante o crash financeiro de 2008, foi destruída mais propriedade privada,



ganha com dificuldades, do que se todos nós aqui estivéssemos a destruí-la


dia e noite durante semanas. Dizem que somos sonhadores, mas os verdadeiros


sonhadores são aqueles que pensam que as coisas podem continuar


indefinidamente da mesma forma.






Não somos sonhadores. Somos o despertar de um sonho que está a


transformar-se num pesadelo. Não estamos a destruir coisa alguma. Estamos


apenas a testemunhar como o sistema está a autodestruir-se.






Todos conhecemos a cena clássica do desenho animado: o coiote chega à beira


do precipício, e continua a andar, ignorando o facto de que não há nada por


baixo dele. Somente quando olha para baixo e toma consciência de que não há


nada, cai. É isto o que estamos a fazer aqui.






Estamos a dizer aos gajos de Wall Street: “hey, olhem para baixo!”


sábado, 15 de outubro de 2011

Pois...

ALGUMAS BOCAS DO NOSSOS IMPOSTOS!

Portugal concentra actualmente 14 mil entidades públicas e parcerias público-privadas que se alimentam directamente do Orçamento Geral do Estado. Entre estas, contam-se 340 fundações de mão-pública, 379 institutos públicos, 537 empresas municipais e mil sociedades empresariais do Estado que não geram receita para pagamento da despesa. Esta é uma das conclusões de um estudo encomendado pela Comissão Europeia no âmbito do Ano Europeu do Combate à Pobreza e exclusão Social e que foi realizado pelo Centro de Estatística da Associação Nacional de Pequenas e Médias Empresas (ANPME) e pela Universidade Fernando Pessoa.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

O mundo é nosso; respeitando os outros...

VAMOS TRABALHAR JUNTOS


QUE AINDA PODERMOS;

O MUNDO FICARÁ MELHOR, QUANDO NÓS QUISERMOS.

O MUNDO É O QUE PERMITIMOS QUE ELE SEJA.

NÓS, QUEREMOS MUDAR O MUNDO:

OK, MUDEMOS EM PRIMEIRO LUGAR

A NÓS NO FUNDO.



quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Está certo, mulheres...

Por que as três mulheres que ganharam o Prêmio Nobel da Paz é uma boa chance pras feministas ficarem CALADAS



Mulheres ganharam 44 de 851 prêmios Nobel






Desde 1901, quando o prêmio foi criado, 15 mulheres receberam o Nobel da Paz e 12 o de Literatura






BBC Brasil
07/10/2011 09:11






Três mulheres dividiram o Nobel da Paz deste ano por suas lutas pela igualdade de direitos entre os gêneros, mas na história do prêmio, iniciada em 1901, apenas 44 dos 851 agraciados nas seis categorias até hoje são mulheres.


A física nuclear polonesa Marie Curie, radicada na França, foi a primeira mulher a receber um Nobel, em 1903. Ela foi também a única mulher até hoje a receber um segundo prêmio Nobel – o de Química, em 1911.


Com o Nobel da Paz concedido neste ano conjuntamente à presidente da Libéria, Ellen Johnson Sirleaf, à ativista Leymah Gbowee, também liberiana, e à jornalista e ativista iemenita Tawakkul Karman, a categoria passou a ser a com o maior número de mulheres laureadas – 15.


O Nobel de Literatura é a segunda categoria com o maior número de mulheres premiadas, com 12. O prêmio de Economia, categoria criada somente em 1968, apenas uma vez foi dado a uma mulher, quando premiou a economista americana Elinor Ostrom, em 2009.


Nas demais categorias, duas mulheres receberam o Nobel de Física, quatro foram premiadas com o Nobel de Química e dez receberam o de Medicina.


Neste ano, das cinco categorias já anunciadas, apenas o Nobel da Paz foi agraciado a mulheres. O prêmio de Economia deverá ser anunciado na segunda-feira.










Assim, não!

O sistema democrático, que existente em todo o mundo ocidental, no século XXI, é isso: meia dúzia de quadrilhas com palermas, alcoviteiros e cobardes cujos assessores pensam por si, quantas vezes ideias alheias, pela incapacidade de defender as próprias, que serão fornecidas ao senhor ministro, que ministra isto…




exacto: com música francesa!

Portugal poder deixar de ser viável em pouco tempo!

Numa conferência recente, António Barreto alertou para o facto de Portugal poder deixar de ser viável num prazo variável (referiu grandezas entre 10 e 100 anos). Na verdade, Barreto glosou o que Adriano Moreira tem vindo a afirmar há anos: Portugal está a tornar-se, passo a passo, num Estado exíguo, num Estado que não reúne as condições suficientes para manter a existência de uma comunidade nacional com dignidade e autonomia. Partilho as preocupações de Barreto, embora me pareça que o horizonte temporal para se saber o que Portugal vai ser, não é coisa para se decidir em dez anos, mas, provavelmente, em menos de dez meses. E são dois, os futuros possíveis.


O melhor, e menos provável dos desfechos, seria um Portugal integrado numa sólida estrutura de Estados Unidos da Europa. Não só os Portugueses manteriam a sua comunidade e identidade, como cada um deles ganharia uma dupla cidadania europeia. Com uma partilha de soberania, mutuamente vigiada, entre o governo da União e o governo dos Estados, ganhando o primeiro fortes competências fiscais orçamentais e de governação económica. Com o aumento da competição política, líderes medíocres ou aberrantes seriam ocorrências mais raras. O restabelecimento do equilíbrio financeiro e económico seria longo e doloroso, mas seguro.

Infelizmente, o mais provável é que a União Europeia sucumba nos próximos meses. É preciso ter fé num Deus muito bom para crer que a maravilhosa dupla Sarkozy-Merkel, que não soube, até Julho, resolver o problema Grego, seja agora capaz de o solucionar quando a ele se juntam o contágio de Itália e Espanha, e a urgente necessidade de recapitulação da banca europeia. Neste cenário terrível, retomaremos plena soberania nacional. Só espero que o nosso PIB per capita seja, apesar de tudo, um pouco superior ao do tempo de Dom Afonso Henriques. (Portugal e o futuro - VIRIATO SOROMENHO-MARQUES no D. N.)

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Justiça para os pobres, apenas...

Noticia o "Público" que um total de 1489 arguidos escapou, em 2009, a julgamento beneficiando da espécie de "excepção de riqueza" que constitui, no sistema penal português, o regime das prescrições. ………………………………………………………………………………………………………………..


Há assim em Portugal duas justiças: uma para quem pode "comprar" a prescrição dos processos, outra para quem não pode. …A pergunta, no entanto, justifica-se: porque é que a apreciação de recursos e incidentes em geral não interrompe a contagem dos prazos de prescrição?



terça-feira, 11 de outubro de 2011

Terceira Guerra Mundial???

Um membro dos Serviços Federal de Segurança (FSB), diz que o plano do Primeiro Ministro Putin em reunir-se com o líder Chinês, Hu Jintao, em Beijing na próxima semana tende a advertir as forças militares, tanto Russas como Chinesas para estarem postas em sua máxima alerta antecipando-se a una grande invasão terrestre que já começou, mas, está sendo planeando pelos Estados Unidos da América, tanto no Médio Oriente como de Ásia Central...







Os planos para esta Guerra Mundial Total que os Estados Unidos se estão preparando a lançar….





VIVA O ESCUDO !!!

Francisco Louçã mostrou-se, esta 2ª feira, docemente maravilhados com o depoimento de Manuela Ferreira Leite de que não é fácil manter esta política de ajustamento orçamental (os tais para 5,9% como se responsabilizou o governo PSD/CDS-PP com a FMI e UE) e que essa política se vai destruir a si própria, tornando a dívida impagável. Louçã identifica esta avarenta, pouca afeita à “democracia” portuguesa como a sua recente adepta na sua batalha pela renegociação da dívida. Dos cinco partidos com assento parlamentar, apenas o PCP, admite discutir a questão da nossa moeda: o ESCUDO! Nem temos governo, nem oposição no actual parlamento, ou então, os seus dirigentes…

Posso amar em França. Em Paris ou em Toulouse.

Lider do Bloco até quando, Louçã?

O BE criou imensas expectativas numa parte do eleitorado de esquerda que não se revia num PS gestor do neo-liberalismo selvagem dominante. O novo partido parecia poder tornar-se, como o CDS em relação ao PSD, numa muleta governativa "ad hoc" do PS. Mas a direcção bloquista apostara tudo no PS de Ferro Rodrigues & Pedroso e, quando rebentou o escândalo Casa Pia, perdeu a cabeça. Pior, perdeu os valores, atirando-se contra tudo e contra todos: o PGR, o MP, a PJ, os media, as próprias crianças abusadas. Tinha a faca e o queijo na mão e cortou a mão. Pelo menos na parte que, como eleitor, me toca.




Não sei quanto tempo mais Louçã permanecerá à frente do BE. Mas parece que Carlos Cruz vai voltar à TV num novo canal por cabo. Talvez lhe arranje lá um lugar como comentador.
( extracto de uma opião de M. A. Pina, em 11.10.2011 no JN)



segunda-feira, 10 de outubro de 2011

15 de Outubro - 15 horas - Manifestação Global





Eu vou:


PROTESTO APARTIDÁRIO, LAICO E PACÍFICO


- Pela Democracia participativa.


- Pela transparência nas decisões políticas.


- Pelo fim da precariedade de vida.






Lisboa - Marquês de Pombal (19h - Assembleia Popular em frente ao Parlamento)


Porto - Praça da Batalha


Angra do Heroísmo - Praça Velha


Braga - Avenida Central


Coimbra - Praça da República


Évora - Praça do Sertório


Faro - Jardim Manuel Bivar










MANIFESTO:






Somos “gerações à rasca”, pessoas que trabalham, precárias, desempregadas ou em vias de despedimento, estudantes, migrantes e reformadas, insatisfeitas com as nossas condições de vida. Hoje vimos para a rua, na Europa e no Mundo, de forma não violenta, expressar a nossa indignação e protesto face


ao actual modelo de governação política, económica e social. Um modelo que não nos serve, que nos oprime e não nos representa.






A actual governação assenta numa falsa democracia em que as decisões estão restritas às salas fechadas dos parlamentos, gabinetes ministeriais e instâncias internacionais. Um sistema sem qualquer tipo de controlo cidadão, refém de um modelo económico-financeiro, sem preocupações sociais ou ambientais e que fomenta as desigualdades, a pobreza e a perda de direitos à escala global. Democracia não é isto!






Queremos uma Democracia participativa, onde as pessoas possam intervir activa e efectivamente nas decisões. Uma Democracia em que o exercício dos cargos públicos seja baseado na integridade e defesa do interesse e bem-estar comuns.






Queremos uma Democracia onde os mais ricos não sejam protegidos por regimes de excepção. Queremos um sistema fiscal progressivo e transparente, onde a riqueza seja justamente distribuída e a segurança social não seja descapitalizada; onde todas as pessoas contribuam de forma justa e imparcial e os direitos e deveres dos cidadãos estejam assegurados.






Queremos uma Democracia onde quem comete abuso de poder e crimes económicos e financeiros seja efectivamente responsabilizado por um sistema judicial independente, menos burocrático e sem dualidade de critérios. Uma Democracia onde políticas estruturantes não sejam adoptadas sem esclarecimento e participação activa das pessoas. Não tomamos a crise como inevitável. Exigimos saber de que forma chegámos a esta recessão, a quem devemos o quê e sob que condições.






As pessoas não são descartáveis, nem podem estar dependentes da especulação de mercados bolsistas e de interesses financeiros que as reduzem à condição de mercadorias. O princípio constitucional conquistado a 25 de Abril de 1974 e consagrado em todo o mundo democrático de que a economia se deve subordinar aos interesses gerais da sociedade é totalmente pervertido pela imposição de medidas, como as do programa da troika, que conduzem à perda de direitos laborais, ao desmantelamento da saúde, do ensino público e da cultura com argumentos economicistas.






Os recursos naturais como a água, bem como os sectores estratégicos, são bens públicos não privatizáveis. Uma Democracia abandona o seu futuro quando o trabalho, educação, saúde, habitação, cultura e bem-estar são tidos apenas como regalias de alguns ou privatizados sem que daí advenha qualquer benefício para as pessoas.






A qualidade de uma Democracia mede-se pela forma como trata as pessoas que a integram.






Isto não tem que ser assim! Em Portugal e no Mundo, dia 15 de Outubro dizemos basta!






A Democracia sai à rua. E nós saímos com ela.














sábado, 8 de outubro de 2011

a foda nunca pagará impostos!

Na Itália, estudantes e trabalhadores protestam contra os cortes

Os estudantes italianos realizaram nesta sexta-feira, dia 7, uma greve geral e manifestações em noventa cidades do país para protestar veemente contra os novos cortes incluídos no plano de ajuste do governo fascizante de Sílvio Berlusconi.




Os estudantes voltaram a sair às ruas para protestar depois das últimas manifestações em que terminaram em graves confrontos com as forças policiais, como as que foram vistas em Roma em Dezembro de 2010.



A sociedade vai dar um salto. Os virtuosos que pulem, saltai, pobres do mundo...

Em cada revolta, do Cairo a Nova York, o pedido por um governo responsável


que sirva o povo é claro e nossa comunidade global tem apoiado esse poder do

povo em todo o mundo, onde quer que tenha surgido. O tempo em que os

políticos ficavam nas mãos dos poucos corruptos está terminando e, em seu

lugar, estamos construindo democracias reais, de, por e para as pessoas.

Viva a dança !

será que, mesmo assim, este povo gostou... ao se calhar, adormeceu no sofá

A entrevista valeu o que valeu, nada, e seria curial e pedagógico que alguns


jornalistas dados ao "comentário" tivessem a coragem, não é coragem, é

assunção do seu dever profissional, de desmontar a vacuidade de um homem

que, como disse, há dias, Carlos do Carmo, tivemos a dolorosa infelicidade

de o ter como primeiro-ministro e, depois, como Presidente da República.



Haja Freud!

A desmembrada conversa mantida na TVI pelo Cavaco Silva com Judite Sousa resultou numa funesta meia hora de banalidades, apesar dos esforços da entrevistadora, do melhor que por aí há.


Já se sabe que o homem não possui ideias suas, e o que diz é o efeito de consultas apressadas a sebentas retrógradas, retomadas como se de novidades tratasse.





Confrange-me dizer que o Presidente da República Portuguesa não dispõe de porte intelectual nem de estilo e estirpe políticos que o recomendem ao nosso respeito. Respeito, aliás, é o que o Cavaco nunca manifestou por nós, tratando-nos como crianças mal informados. O princípio e o conceito repetiram-se. Ausente de qualquer "humildade democrática" (para citar uma frase favorita do Passos Coelho), o chefe de Estado trouxe para a sociedade portuguesa os trejeitos e os tiques de quem foi criado com autoritarismo e os tiques de quem não soube abandonar esses traumas com a chegada da maturidade.



sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Antes de 1974 havia movimento criados em Paris. “ORCP – (m-l)”com a UDP como “frente”, CMLP, com o PUP e FEC-ml. Em 74/75 a “ORCP – m-l” e o “CM-LP” constituem o PCP(R). Como a “ORCP – m-l” tinha um deputado eleito (Américo Duarte) ficou a UDP como “frente” do PCP (R) e mais tarde os elementos da “FECm-l” entram para o PCP (R) e UDP.

os pobres paguem a crise que o ricos fizeram

Tantas vezes escrevi: “OS RICOS QUE PAGUEM A CRISE!” Hoje – 36 e 37 anos depois - são outros e com razão. Ao que chegamos… vejo muita gente a pedir; outros, tentando manter a mesma compostura anterior, não; mas que há fome em todas as terras deste país, que era fácil ser um paraíso, há.  

A Narureza é bela. Toda a natureza...

Honra ao Tomas Transtromer!

O escritor sueco Tomas Tranströmer, 80 anos de idade, é o vencedor do prémio Nobel de Literatura de 2011.




A Academia premiou Tranströmer "porque, através de suas imagens translúcidas, ele nos dá um acesso novo à realidade".



“A maior parte da obra poética de Tranströmer está caracterizada pela economia, de concreção e de metáforas expressivas”, diz a academia. Em suas últimas obras, Tranströmer “tende a um formato ainda mais reduzido e a um grau ainda maior de concentração”.



É hora de ler: Tomas Tamstromer!

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

BPN, não... e Duarte Lima, não, e os outos...

Mais um da "Pandilha".Parecem cogumelos. Estão por todo o lado. BPN? Não conheço, o que é ?!


ISTO DAVA UM FILMA revista “Sábado” que ontem chegou às bancas dedica oito páginas a Duarte Lima, desde o tempo em que, órfão de pai aos 11 anos, ajudava a mãe a vender peixe em Miranda do Douro. À beira de completar 56 anos (Novembro), Duarte Lima tornou-se um homem imensamente rico. A investigação de António José Vilela e Maria Henrique Espada está recheada de detalhes picantes. Na sua casa da Av. Visconde de Valmor, em Lisboa, Duarte Lima dava jantares “impressionantes”, confeccionados “in situ” por Luís Suspiro; no fim do ágape, o “chef” vinha à sala explicar aos convidados - entre outros, Manuel Maria Carrilho, Ricardo Salgado, João Rendeiro, Horácio Roque, Adriano Moreira e José Sócrates - a génese das suas criações - Ângelo Correia, que o lançou na política em 1981, nunca foi convidado para esses jantares. O andar da Visconde de Valmor foi decorado por Graça Viterbo: a decoradora cobrou 705 mil euros. Quando entrou para a Universidade Católica, graças a uma bolsa que o isentou das propinas, foi ignorado pelos colegas: era pobre, vestia-se mal e vinha da província. Só Margarida Marante se aproximou dele. Duarte Lima oferecia-lhe alheiras confeccionadas pela mãe. Em 1980 já era maestro do coro da Católica. Pacheco Pereira e Santana Lopes assistiam embevecidos aos seus concertos de órgão. O estágio de advocacia foi feito no escritório do socialista José Lamego, então casado com Assunção Esteves, actual “presidenta” da AR. O primeiro casamento (1982) foi celebrado pelo bispo de Bragança. Em 1983 chegou a deputado e, em 1991, a líder parlamentar e vice-presidente do PSD. Nos anos

1980-90 era das poucas pessoas a quem Cavaco atendia o telefone a qualquer hora. Até que, em 1994, o “Indy”, então dirigido por Paulo Portas, obrigou o

Ministério Público a investigar as suas contas. Demitiu-se de cargos políticos e aguardou a conclusão do processo. Com o assunto arrumado, candidatou-se em 1998 à Distrital de Lisboa do PSD. Ganhou, derrotando Passos Coelho e Pacheco Pereira. A leucemia afastou-o do cargo. Volta ao Parlamento por dois mandatos: 1999-2002 e 2005-2009. Segundo a revista, Duarte Lima depositou nas suas contas, entre 1986 e 1994, mais de cinco milhões de euros, parte considerável (25%) em “cash”. É membro da Comissão

de Ética do Instituto de Oncologia de Lisboa e fundou a Associação Portuguesa Contra a Leucemia. Agora é o principal suspeito do assassinato de Rosalina Ribeiro.



Nada disto me impressiona, excepto o facto de Duarte Lima ter obtido do BPN, em 2008, pouco antes da nacionalização do banco, um empréstimo de 6,6 milhões de euros, “contraído sem a apresentação de qualquer garantia”. O “affaire” Duarte Lima é um caso de polícia. Mas o “affaire” BPN, sendo também um caso de polícia, é sobretudo um assunto de Estado. E nenhum jornal ou revista investiu ainda o bastante para o dilucidar.



PS - Só falta acrescentar que os vizinhos em Bragança ouviam os gritos da mulher do energúmeno quando ele a espancava!

ASSIM SE FAZ UM CONCERTO!

"quem tem um mãe tem tudo"

“A minha é, mos instantes complicados, o único livro de amor usado!” José Santos







A minha querida mãe, andava contente, com a festa dos seus 76 anos de idade. Ontem, dia CINCO DE OUTUBRO,  fizemos - eu e a minha irmã - a festa que ELA merece!

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Pelo menos...

Assim vai Portugal...............................!

Portugal definha e a prova da decadência não está apenas na estagnação económica e empobrecimento registado na última década. Está também na demografia. Nas últimas 24 horas morreram 180 portugueses e nasceram 175. O envelhecimento da população acompanha uma baixíssima taxa de natalidade: 1,37 filhos por mulher. Uma das mais baixas taxas de natalidade do Mundo.






Assim, não há Estado social que aguente. O envelhecimento da população põe em causa não apenas as prestações sociais e as reformas mas também o emprego. Com taxa de desemprego juvenil próxima dos 20%, são cada vez mais os licenciados que não encontram trabalho. E nem a emigração - ao nível da década de 60 do século passado - consegue ser a válvula de escape das frustrações dos jovens adultos. Hoje deixaram o país 39 portugueses

sábado, 1 de outubro de 2011

A fome de homens, para outros ficarem muito contentes

“Tenho uma confissão a fazer: eu sou uma arma de destruição maciça. Porquê? Porque na faculdade me ensinaram a fazer dinheiro com a miséria dos outros.”



Por Alessio Rastani;


não dizem, mas pensam todos os banqueiros e seus com amigos que nos governam…


Vamos dançar. A menina dança?...

...FAJARDOS...

CONTINUANDO A SAQUEAR… Começa hoje o aumento da Luz e Gás !








Esta medida anunciada em tempos, vai partir de hoje ser concretizada…da taxa no IVA a 6 por cento passa brutalmente para os 23 por cento, impondo assim um aumento da carga de encargos monetários obscenos, sobre quem é explorado e oprimido.