Google+ Followers

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

homens sérios e estas noticias - por M. A. Pina

As épocas de crise são propícias ao aparecimento de Berardos, sobretudo se acompanhadas de crise de audiência dos media. Obrigados a ter manchetes todos os dias, quando assuntos como o euro ou a dívida pública se banalizam, os media têm que recorrer ao "sound bite" ou ao insólito. Felizmente, para tal nicho de mercado, surgem sempre fornecedores avidamente disponíveis.


Assim a Lusa, esgotado o caso do Estripador e enquanto não chega a cimeira europeia, foi entrevistar mais uma vez Joe Berardo, de quem se espera sempre uma "boca" capaz de desenfadar leitores e telespectadores em carência.

"A última dessas "bocas" de que me recordo foi a de que Portugal precisa de "um novo género de ditadura". Desta vez é o apelo à resignação de Cavaco Silva. Uma das razões que, segundo Berardo, deveriam levar o PR a resignar seria o facto de que Cavaco se "relacionou com o BPN, ganhou dinheiro, e isso nunca foi bem explicado aos portugueses". Substitua-se BPN por CGD e "ganhou dinheiro" por "pediu dinheiro emprestado para apostar no BCP" e a mesma razão poderia ser invocada para Berardo resignar. Isto para já não falar da acusação a Cavaco de que "era tudo empréstimos e realmente pensava que não tínhamos que pagar esta dívida"...

Mas a mais grave acusação que Berardo faz a Cavaco é a de que é "uma pessoa culta". Só que também ela é reversível para o próprio Berardo, que é, como se sabe, uma eminência cultural."

Sem comentários:

Enviar um comentário