Google+ Followers

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Do Porto apenas conheço um Rio: O RIO DOURO !

"E passo a palavra ao Manuel António Pina:


É em momentos como o ontem vivido no Alto da Fontinha que Rui Rio revela o seu rosto de autocrata e a sua aversão a tudo o que lhe cheire a diferença, particularmente a todas a formas de cultura e cidadania que escapem à Kultura, ao papel "couché" e à rotina institucional.

No edifício da antiga Escola da Fontinha, há cinco anos ao abandono, nascera espontaneamente, por iniciativa dos moradores e outras pessoas, um projecto cívico autónomo que, durante um ano, sem mendigar subsídios, fez a "diferença", infeccionando de vida comunitária e, sobretudo, de esperança, o resignado quotidiano de uma das inúmeras zonas degradadas que, longe do olhar dos turistas, persistem no coração da cidade.

Uma ilha de iniciativa, de partilha, de democracia participativa? Era de mais para Rui Rio. Ateliês de leitura, de música, de teatro, de fotografia?, formação contínua?, apoio educativo?, aulas de línguas?, xadrez?, yoga?, debates?, assembleias? - Intolerável!

De nada valeu ao movimento Es.Col.A constituir-se em associação, como lhe exigira a Câmara com a promessa de um contrato que nunca chegaria. Como os "Blue Meanies" de "O submarino amarelo", as retinas de Rui Rio não suportam as cores vibrantes e indisciplinadas dos sonhos. Ontem, por sua ordem, a Polícia cercou o bairro, invadiu armada a Escola da Fontinha, prendeu pessoas e destruiu e pilhou as instalações. E Pepperland voltou de novo a ser cabisbaixa e cinzenta.MCS
Abril 20, 2012 at 13:44 " 

1 comentário:

  1. Este Rio continua um vómito!!

    NOTA – Tens um verificador de palavras que não serve de nada e é chato para quem comenta. É fácil desactivá-lo, basta percorreres este caminho. Obrigado.
    CONFIGURAÇÕES
    POSTAGENS E COMENTÁRIOS

    MOSTRAR VERIFICAÇÃO DE PALAVRAS: NÃO
    SALVAR CONFIGURAÇÕES

    ResponderEliminar