Google+ Followers

terça-feira, 22 de abril de 2014

A Pinista dos Lobos



Qualquer sociedade, manchada de pessoas demagógicas e corruptas, ter da associação dos lobos – alcateia - uma mútua ajuda, aquilo que estas feras fazem e nos ensinam: o resultado da solidariedade, respeito pelos mais velhos, não ter como seu o é dos outros, e aprender com os erros, trouxe novo rumo à cidade de Ermita Cita. Tais ensinamentos foram cumpridos e para o bem de todos, era necessário os responsáveis pelo gestão da cidade – a câmara municipal – ter sempre, essa análise, nas resoluções que a assembleia aberta tomava.
Claro que o poder central do país e outros bandidos ligados à corrupção tentaram parar o funcionamento de uma cidade justa! Tinha sido uma mera ilusão, ou um ensaio curto, se não fossem ensinados e praticados aquilo em que acredita; na sua prática diária, no convívio com outros, no ensino escolar e prestar contas a quem os elegeu. Nunca buscar na edilidade os prazeres que não teriam se não fossem eleitos.
Qualquer município é um tentáculo do polvo gigante, em que o estado se transformou e terá destas duas uma tarefa: os vereadores compartilham sua vida, como os outros concidadãos, ouvem os sábios, sempre prontos a um apoio nesta recessão ou fazem o contrário, colocando a vida das pessoas mais complicadas e, ainda, mais impostos a pagar! Depende de nós essa escolha…
Qualquer cidade, gerida por pessoas inteiradas em servir os cidadãos, seria um paraíso para toda a gente. Foi com amor, como amizade pelo trabalho feito, que a pianista, sempre acompanhada de lobos e amigos de ambos, vigar a morte dos pais e criado, fuzilados por serem clementes, nos cargos que ocupavam.  
Uma qualquer cidade, assim gerida, faz abrir o apetite de trabalhar, ser honesto, ajudar os outros e ser feliz! Com ou sem lobos perto, é tão fácil servir os seus companheiros que será toda a gente da cidade. Ser feliz por servir os outros e começar aqui, um membro do estado a dar o exemplo e, com estas circunstâncias, começar parte do estado a ser um bem para todos. 
230 páginas de prazer sobre o prazer que, uma vingança pode ter!

                                                
                                           


   




Sem comentários:

Enviar um comentário