Google+ Followers

sexta-feira, 4 de abril de 2014

Perto do Moínho...



(…) provavelmente o Diabo tinha ganho a rebelião contra Deus e que aquele quem estava sentado no trono celeste, sem relevar a sua verdadeira identidade para apanhar os incautos. (…)

Pag. 152, 22º edição de “Cem Anos de Solidão” Gabriel de Garcia Marques. (Que neste momento está bastante doente.)


















Este, eu garanto, foi o meu primeiro projecto de arquitectura, tudo começou em 1980. Foi o filho dos donos do moinho sobre o rio Uíma, em Tabuaço, Lobão.

Sem comentários:

Enviar um comentário