Google+ Followers

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Portugal atravessa "década negra" no combate à corrupção


(…) "Cerca de um terço do Parlamento é constituído por directores, administradores, consultores ou advogados de empresas que têm grandes negócios com o Estado. A lei foi deliberadamente elaborada para que fosse declarada inconstitucional", acusa Paulo Morais, acrescentando que tem faltado vontade política e mais transparência na vida pública do Estado, que "é completamente opaca".

 

Sem comentários:

Enviar um comentário