Google+ Followers

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Cartas de amor?



Esta é a primeira carta de amor que escrevo! Não é uma vulgar carta de amor. É a carta de amor ao meu amor presente, agora e aqui, pensado no passado, sentido aqui e imaginado para o futuro.
Agora sem o teu amor que, de forma voluntária, sem os entraves de um rio atravessa da nascente ao mar, passa do cérebro para a caneta, é necessário falar sobre o meu passado amoroso ou de vingança, como te prometi contar! Como sabes, sobre vinganças não percebo, muito menos sobre vinganças de mulheres e muito pior sobre a vingança de uma mulher à sua rival! Até te conhecer, antes deste Verão, tive algumas garotas, com pude dar e receber afectos e satisfação! Tens que reparar que a inconstância do amor do homem é o contrário da mulher. Enquanto o homem, heterossexual, é facilmente excitado por qualquer linda mulher sem deixar de amar a sua namorada, mulher ou amante, as mulheres funcionam de forma diferente, como sabes.


Sem comentários:

Enviar um comentário