Google+ Followers

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

outro gatuno...

Mais um mandarim inútil com boa paga






Novas Oportunidades: De politólogo de Setúbal a tradutor do Inatel





Quando se pretende uma tradução profissional contrata-se um tradutor.



Mas no mundo das instituições públicas a lógica não é a mesma.



Um exemplo. Pedro Ruas, que diz ter a profissão de politólogo (licenciado em

Ciência Política), é também presidente da Junta de Freguesia de Azinheira

dos Barros e São Mamede do Sádão (Grândola) e presidente da Juventude

Socialista de Setúbal.



Foi chefe de gabinete da anterior Governadora Civil de Setúbal, Euridice

Pereira.



Integrou também a lista do PS à Assembleia da República pelo distrito de

Setúbal nas últimas eleições.



Era então Vieira da Silva cabeça de lista. Como não foi eleito, lá teve de

se concentrar nos afazeres da junta e arranjar um part-time.

Apesar de ser politólogo, Pedro Ruas conseguiu que o Inatel lhe adjudicasse

um serviço de seis meses de serviços de tradução no valor de 5.850 euros.



Há um pormenor essencial em todo esta história.* Vítor Ramalho é presidente

do Inatel e presidente do PS de Setúbal*.

Sem comentários:

Enviar um comentário