Google+ Followers

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Flores


Antigamente, comparava-me a um foguete a subir; não temia que as flores arremetidas com que alcatifava o meu curso, retardassem o meu desenvolvimento. Agora, dou voltas zumbindo em torno de uma flor como uma abelha, não como um foguete, mas, de um homem que perfuma na natureza, a aroma das ideias.

Sem comentários:

Enviar um comentário