Google+ Followers

segunda-feira, 30 de junho de 2014

O amor



Foi em Abril que conheci
A essência do amor!
Houve uma ordem mandada,
Para mim e para a minha amada,
Mandando fazer de cor,
Aquilo que em sonho, eu vi.

Não havia anjos, nem santos,
Naquele quarto, sem tempo
E, também muito, muito espaço,
Para que o prazer no cansaço,
Sustentasse aquele momento
Feito pelos deuses em cantos.

Aquela chama que não arde,
Não queima, só chama
Todos os amores que no mundo há,
Num só!
E assim o céu nos deu
Aquilo que mais cedo ou mais tarde
                                                                          Munch


Os nossos dois corpos em chama,
Chamados ao que o nosso amor dá,
Faziam um corpo só.

Sem comentários:

Enviar um comentário