Google+ Followers

sexta-feira, 26 de abril de 2013

O Sol...


Ele ainda encontra a sua família e namorada cá fora, a complementar o pôr-do-sol. O tempo começa e ficar mais frio, ele, achou estranho e ficou contente, por isso, reparou que todos estavam estranhamente sublimes neste acto diário, nos dias em que as nuvens não escondem o sol. Antes de chegar perto, primeiro a mãe e a seguir um de cada vez, foi salvo, mas continuaram na mesma posição; só no local é que se apercebeu do efeito – como brilho, sua ausência e brilho - dos raios solares entre os carvalhos, da disparidade entre o sol a fugir e os coriscos rosáceos no céu, com algumas nuvens que até pareciam candelabros. Ele foi a primeiro a comentar:
- Ver o levantar ou pôr-do-sol é sempre lindo; com este efeito é um regalo!

1 comentário: