Google+ Followers

domingo, 31 de março de 2013

O encanto de Amélia - deste livro

(...) ‒ Minhas queridas, Amélia e Joana: antes de mais, entre amigos, por amizade, por actos de dedicação, não há culpados. Todos nós, humanos, erramos! A ideia foi tua, ou vossa, com a unanimidade das pessoas presente nesta sala. Minha querida Amélia e minha querida Joana, são imunes de eventuais erros, de acontecimentos até aqui nunca usados! Nós, as mais velhas, sabemos que tudo quanto disseste e é bem verdade. Parabéns pela argúcia e começa a notar-se rasgo e vontade de conquistar a felicidade, Amélia; lisonjeamos o teu carácter de mulher, em tão pouco tempo garantido. Quanto à Joana, a sua mãe aqui ao meu lado, na mesa, saberá melhor do que eu o que dizer.(...)
pag. 187 de "O Tesouro do Mar de Mansores"

Sem comentários:

Enviar um comentário