Google+ Followers

terça-feira, 26 de março de 2013

voltas sem destino


Do amor e retalhos da vida

Muitas ideias guardei.

Agora já sei:

Como o destino quis adiar

O grande amor da minha vida!

 

Havia uma pétala

Que voava, voava,

Perto de mim...

Tão linda, tão linda,

A mais linda do jardim…

 

Só agora é o meu amor

Mais linda ainda!

Com tal amor, mudei

A velha forma de amar!

Por isso estou contente;

Não quero do mundo mais nada

Do que o nosso amor presente.

Presente, agora e sempre,

Desmedidamente!

 

Amar, amar o nosso amor,

Amar mais gente também.

Pôr a pétala na sua flor,

Como o destino acha bem.

Então:

O nosso destino se realizou,

Com truques e reviravoltas.

O nosso amor faz-se

Oleado nessas voltas;

Nestas voltas sem destino,

Como o destino nos ensinou!

 

Sem comentários:

Enviar um comentário