Google+ Followers

sexta-feira, 8 de março de 2013

O que penso que sou...


Repararam do Mário estas três mulheres: É esta a imagem que a sua avó faz de um rapaz: um bom rapaz e um rapaz bom! Este rapaz na boca da mãe era tratado por homem – enfim, aspectos secundários, será melhor que o Mário seja aqui tratado por rapaz, visto ser apreciado pelos seus vizinhos como um objecto da avó. O neto recusou sempre auxílio para amansar a energia selvática do seu temperamento. Sem conflito, pela paz interior do neto, ela sabia que ele tinha os desejos aliviados e ficava bastante satisfeita. A sua tarefa de protecção seria diferente e recuada. Aquele rapaz – seguro de si – estima os amigos, avaliza as suas ideias e dá-lhes confiança; rapaz que sorri, ri, fala e ouve. Sem dogmas, boa cultura geral. Transforma a teimosia em folia, graceja e mendiga perdão. Pelo palpite, atrevimento, actuação teórica e prática, é-lhe fácil ser líder e agradar tanto a homens como a mulheres. Sem o saber, essa tarefa estava a acontecer nesta reunião. Daquilo que pode apartar da vida, tira o melhor para si e amigos.

Sem comentários:

Enviar um comentário